top of page
Buscar
  • Dra. Vanise Zimmer

DEPRESSÃO é um Transtorno Mental. Atinge 3 milhões de pessoas no mundo

Atualizado: 25 de fev. de 2019

A Depressão pode acometer pessoas em qualquer fase da vida, mesmo sem motivo aparente. Os sintomas de depressão nem sempre são visíveis. A depressão pode afetar crianças, idosos, homens e mulheres de qualquer idade. Não existe uma causa única para a depressão. É importante estar atento aos sintomas e procurar atendimento especializado.


DEPRESSÃO. O quê é?


A depressão é um dos transtornos mentais mais frequentes, acometendo uma em cada cinco pessoas no mundo todo, em qualquer fase da vida. Uma das principais causas de redução de produtividade e de falta ao trabalho. A depressão pode atingir pessoas de todas as faixas etárias, sendo mais comum em adultos jovens e idosos. As mulheres são o grupo mais afetado pela depressão, mas atinge também homens de todas os países e culturas.

Os principais fatores de risco para depressão são: a ocorrência de casos de transtornos de humor e depressão entre familiares (até 2º grau), falta de aporte social, eventos traumáticos (luto, suicídio, bullyng, abuso sexual, violência doméstica, maus tratos, assalto e sequestro), estresse continuado ou intenso por um período prolongado, abuso de álcool e de outras substâncias psicoativas, desemprego de longo prazo, falta de valorização social.

A depressão pode ser cíclica, quando ela aparece e desaparece espontaneamente (sem a ocorrência de fatores desencadeantes. Os episódios depressivos também podem ser desencadeados por stress físico e/ou psicológico em pessoas que já têm predisposição orgânica para o Transtorno. Doenças crônicas e algumas medicações que afetam o sistema nervoso central podem contribuir para agravar ou levar ao desenvolvimento da Depressão.


SINAIS E SINTOMAS de DEPRESSÃO

Humor deprimido, ansioso, irritável, apatia ou sensação de não ter sentimento; Diminuição de interesse ou prazer em atividades ou Hobbies; Alterações no apetite que levam à alteração no peso; Alterações no sono (dificuldade para adormecer, despertar noturno, sono não reparador, insônia terminal; Alterações psicomotoras como lentidão ou agitação psicomotora; Energia diminuída, cansaço, fadiga; Sentimento de culpa ou inutilidade; Tristeza; Desesperança, Pessimismo; Indecisão ou capacidade diminuída de pensar ou concentrar-se; Pensamentos de morte ou ideação suicida; Pesamentos de conteúdo mórbido.